Cecilia meireles

cecilia meireles

Quem é a escritora Cecília Meireles?

de longas asas! Mas são apenas marmanjos. Enquanto educadora e grande impulsionadora da leitura, Cecília Meireles fazia da poesia infantil um exercício lúdico. Brincando com as palavras e suas sonoridades, os seus poemas despertam a curiosidade das crianças para o mundo da literatura e fomentam a sua paixão pelo conhecimento.

Quem é a avó de Cecília Meireles?

Prêmio Jabuti de Poesia, pelo livro Solombra (1964). Nos Açores, de onde eram oriundos os seus pais, o nome de Cecília Meireles foi dado à escola básica da freguesia de Fajã de Cima, concelho de Ponta Delgada, terra de sua avó materna, Jacinta Garcia Benevides. Após sua morte, recebeu como homenagem a impressão de uma cédula de cem cruzados novos.

Quais são os poemas imperdíveis de Cecília Meireles?

10 poemas imperdíveis de Cecília Meireles 1. Motivo. Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada. Motivo é o primeiro poema do livro Viagem,... 2. Ou isto ou aquilo. Ou isto ou aquilo é um exemplar da poesia voltada para o público infantil (vale lembrar que... 3. Despedida. Meu ...

Quem é a poetisa Cecília de Carvalho Meireles?

Foi a primeira voz feminina de grande expressão na literatura brasileira, com mais de 50 obras publicadas. Com 18 anos estreou na literatura com o livro Espectros. Participou do grupo literário da Revista Festa, grupo católico, conservador. Dessa vinculação herdou a tendência espiritualista que percorre seus trabalhos com frequência.

Qual foi o primeiro livro de Cecília Meireles?

Em 1919, Cecília Meireles lançou seu primeiro livro de poemas, Espectros com 17 sonetos de temas históricos. Em 1922, por ocasião da Semana de Arte Moderna ela participou do grupo da revista Festa, ao lado de Tasso da Silveira, Andrade Muricy e outros, que defendia o universalismo e a preservação de certos valores tradicionais da poesia.

Quais são as características de Cecília Meireles?

Cecília Meireles é uma poetisa da segunda fase do m odernismo brasileiro. Suas obras, portanto, apresentam as seguintes características: crise existencial; conflito espiritual; temática sociopolítica; reflexão sobre o mundo contemporâneo; resgate da poesia clássica; liberdade formal, com o uso de versos:

Quem é a professora Cecília Meireles?

Cecília Meireles fez o curso primário na Escola Estácio de Sá, onde recebeu das mãos de Olavo Bilac a medalha do ouro por ter feito o curso com louvor e distinção. Em 1917 formou-se professora na Escola Normal do Rio de janeiro. Estudou música e línguas. Passou a exercer o magistério em escolas oficiais do Rio de Janeiro.

Quais são os melhores poemas de Cecília Meireles?

Principais Obras. Com uma obra intimista e densamente feminina, Cecília Meireles foi uma escritora muito prolífica, escreveu muitas poesias, incluso, poesias infantis: Algumas Obras. Espectros (1919) Criança, meu amor (1923) Nunca mais... e Poemas dos Poemas (1923) Criança meu amor... (1924) Baladas para El-Rei (1925) O Espírito Vitorioso (1929)

Qual é a poesia de Cecília Meireles?

Sua estreia literária aconteceu em 1919 com o livro “Espectros”, reunião de sonetos escritos a partir de 1915. Sua obra mais conhecida é o épico “Romanceiro da Inconfidência”, de 1953.

Quais são as características de Cecília Meireles?

Conhecida pelo tom intimista e confessional, Cecília Meireles expressava, através dos seus versos, suas experiências enquanto mulher e poeta. Refletindo sobre temas intemporais como a identidade e a solidão, a autora continua sendo uma das favoritas entre os leitores contemporâneos. Tenho fases, como a lua. fases de vir para a rua...

Qual é o significado da música no poema de Cecília?

Esse significado também não deve ser descartado porque a poética de Cecília está repleta de música. Repare no poema como o terceiro verso se repete e é o último a concluir a escrita, simbolizando a certeza do eu-lírico.

Quais são os temas mais frequentes de Cecília?

Entre os seus temas mais frequentes estão o isolamento, a solidão, a passagem do tempo, a efemeridade da vida, a identidade, o abandono e a perda. Cecília passeou por entre o jornalismo, a crônica, o ensaio, a poesia e a literatura infantil. Suas palavras vêm encantando gerações e serão aqui por nós lembradas.

Postagens relacionadas: