Retenção na fonte trabalhadores independentes

retenção na fonte trabalhadores independentes

Qual a taxa de retenção na fonte para trabalhadores independentes?

Na maioria dos casos a incidência em IRS dos trabalhadores independentes é de 100%. Já no espaço “ Retenção na fonte de IRS ” o trabalhador independente deve selecionar a taxa de retenção. A retenção na fonte para trabalhadores independentes varia de acordo com as taxas do artigo nº 101 do CIRS.

Por que fazer retenção na fonte ao longo do ano?

Ao fazer retenção na fonte ao longo do ano, o trabalhador prepara-se para não pagar tanto IRS de uma só vez por altura da entrega anual da declaração de IRS. As retenções funcionam como depósitos de IRS a favor do Estado, que podem dar depois direito a devolução do IRS, quando pago em excesso.

Quem está dispensado de fazer retenção na fonte de IRS?

Os trabalhadores independentes também são alvo de retenção na fonte de IRS. Conheça as taxas aplicáveis, saiba quem está dispensado de fazer retenção na fonte e qual o valor do mínimo de existência aplicável aos recibos verdes.

Como funciona a retenção na fonte?

A retenção é calculada e colocada automaticamente no recibo verde, sendo devida ao Estado pela empresa à qual o trabalhador independente prestou o serviço. Ao fazer retenção na fonte ao longo do ano, o trabalhador prepara-se para não pagar tanto IRS de uma só vez por altura da entrega anual da declaração de IRS.

Como é feita a retenção na fonte dos rendimentos dos trabalhadores independentes?

A retenção na fonte dos rendimentos dos trabalhadores independentes ( categoria B) deve ser efetuada no momento do respetivo pagamento ou da colocação à disposição. Contudo, os rendimentos obtidos pelos trabalhadores independentes nem sempre estão sujeitos a retenção na fonte. Às vezes, só estão sujeitos parcialmente.

Quando as taxas de retenção na fonte foram atualizadas?

As taxas de retenção na fonte foram atualizadas em 2022. Veja se as novas tabelas trazem boas notícias para o seu bolso. Se tem rendimentos de trabalho ou de pensões, já deve conhecer o termo retenção na fonte.

Qual é a diferença entre a taxa de retenção na fonte e o escalão do IRS?

No caso dos pensionistas, apenas se registou uma alteração ao escalão mais baixo. Apesar de serem confundidos com frequência, taxa de retenção na fonte e escalão do IRS não são a mesma coisa. No entanto, estão interligados.

Quem está dispensado de fazer retenção na fonte de IRS?

Os trabalhadores independentes também são alvo de retenção na fonte de IRS. Conheça as taxas aplicáveis, saiba quem está dispensado de fazer retenção na fonte e qual o valor do mínimo de existência aplicável aos recibos verdes.

Como beneficiar da dispensa de retenção na fonte de imposto de renda?

Para beneficiar da dispensa de retenção na fonte de IRS, ao preencher o recibo verde selecione a opção Dispensa de retenção - art. 101.º-B, n.º 1, al. a) e b), do CIRS, no campo Base de incidência em IRS. No que respeita ao IVA, selecione IVA - regime de isenção [art.º 53.º], no campo Regime de IVA.

Quais são as taxas de retenção na fonte aplicáveis aos trabalhadores independentes?

Estas são as taxas de retenção na fonte aplicáveis aos trabalhadores independentes (art. 101.º do CIRS): 25% para os rendimentos previstos na tabela de atividades profissionais prevista no artigo 151.º do CIRS, como médicos, advogados ou arquitetos.

Como usufruir da dispensa de retenção do rendimento?

Pretendendo o titular do rendimento usufruir desta dispensa de retenção (assumindo reunir as condições para tal) deve exercer esse direito mediante aposição, nos recibos de quitação das importâncias recebidas, da seguinte menção: «Sem retenção, nos termos do n.º 1 do artigo 101.º-B do Código do IRS.»

Quais rendimentos não ficam abrangidos pela obrigatoriedade de retenção na fonte?

Refira-se que não ficam abrangidos pela obrigatoriedade de retenção na fonte, como se verifica acima, os rendimentos decorrentes do exercício de qualquer atividade comercial, industrial, agrícola, silvícola ou pecuária, previstos na alínea a) n.º 1 no art.º 3.º do CIRS, cuja tipificação é feita no art.º 4.º do mesmo Código.

Postagens relacionadas: