Dedução prejuízos fiscais 2021

dedução prejuízos fiscais 2021

Como funciona a dedução de prejuízos fiscais?

A sua dedução deverá concretizar-se logo no primeiro exercício em que seja apurado lucro tributável, por ordem cronológica de antiguidade e respeitando o limite temporal definido legalmente.

Quando começa o regime especial de dedução de prejuízos fiscais?

Assim, um sujeito passivo não considerado micro, pequena e média empresa pelo Decreto-Lei n.º 372/2007, de 6 de novembro, beneficiará do prazo de 12 anos para dedução dos prejuízos fiscais gerados nos períodos de tributação de 2020 e 2021, em vez dos normais 5 anos previstos no artigo 52.º do CIRC.

Quando a contagem do prazo de reporte de prejuízos fiscais fica suspensa?

1. — A contagem do prazo de reporte de prejuízos fiscais previsto no n.º 1 do artigo 52.º do CIRC, aplicável aos prejuízos fiscais vigentes no primeiro dia do período de tributação de 2020, fica suspensa durante esse período de tributação e o seguinte.

Qual o prazo de reporte de prejuízos fiscais gerados em 2020?

O prazo de reporte de prejuízos fiscais gerados em 2020 é de 12 anos, aplicável quer a grandes empresas, quer a pequenas e médias empresas. O mesmo prazo de 12 anos é aplicável aos prejuízos fiscais gerados em 2021.

Qual o prazo para dedução dos prejuízos fiscais gerados pelo sujeito passivo?

Assim, um sujeito passivo não considerado micro, pequena e média empresa pelo Decreto-Lei n.º 372/2007, de 6 de novembro, beneficiará do prazo de 12 anos para dedução dos prejuízos fiscais gerados nos períodos de tributação de 2020 e 2021, em vez dos normais 5 anos previstos no artigo 52.º do CIRC.

Quais são os prejuízos fiscais compensáveis?

Prejuízo Fiscal é aquele decorrente do resultado negativo da base de cálculo do lucro real, na apuração do IRPJ e da CSLL. A legislação do Imposto de Renda permite que eventuais prejuízos fiscais apurados em períodos anteriores sejam compensados com os lucros apurados posteriormente da pessoa jurídica tributada pelo Lucro Real.

Quando os prejuízos fiscais são deduzidos aos lucros tributáveis?

Nos campos 303, 314, 325 e 401 inscrevem-se os prejuízos fiscais, relativos a cada um dos respectivos regimes, ainda não deduzidos até ao final do último período de tributação, tendo especial atenção quanto aos prazos em que os mesmos ainda podem ser reportados.

Quais são os prejuízos fiscais compensáveis para fins do imposto de renda?

Da Sua Compensação Os prejuízos fiscais (compensáveis para fins do imposto de renda) poderão ser compensados independentemente de qualquer prazo, observado em cada período de apuração o limite de 30% (trinta por cento) do lucro líquido ajustado.

Qual o prazo de reporte de prejuízos fiscais?

Segundo o documento, que hoje foi entregue no parlamento, em matéria de reporte de prejuízos fiscais, além de ser suspensa a contagem do prazo nos anos de 2020 e 2021,e alargado o prazo de reporte de cinco para 10 anos. Em paralelo, é aumentado de 70% para 80% o limite dedutível, quando estejam em causa prejuízos fiscais de 2020 e 2021.

Qual o prazo para dedução dos prejuízos fiscais gerados pelo sujeito passivo?

Assim, um sujeito passivo não considerado micro, pequena e média empresa pelo Decreto-Lei n.º 372/2007, de 6 de novembro, beneficiará do prazo de 12 anos para dedução dos prejuízos fiscais gerados nos períodos de tributação de 2020 e 2021, em vez dos normais 5 anos previstos no artigo 52.º do CIRC.

Qual é o limite à dedução de prejuízos fiscais?

O limite à dedução previsto no Código do IRC é elevado em 10 pontos percentuais, quando a diferença resulte da dedução de prejuízos fiscais apurados nos períodos de tributação de 2020 e 2021. Assim, passa de 70% para 80%.

Quando começa o regime especial de dedução de prejuízos fiscais?

Assim, um sujeito passivo não considerado micro, pequena e média empresa pelo Decreto-Lei n.º 372/2007, de 6 de novembro, beneficiará do prazo de 12 anos para dedução dos prejuízos fiscais gerados nos períodos de tributação de 2020 e 2021, em vez dos normais 5 anos previstos no artigo 52.º do CIRC.

Postagens relacionadas: