Homa-montijo

homa-montijo

Qual a importância de conhecer o Montijo?

Atravessar a Ponte Vasco da Gama e chegar ao Montijo, é conhecer uma terra dinâmica, moderna, empreendedora e solidária, plena de atractividade e local escolhido por antigos e novos montijenses. Estes são os melhores locais para visitar no Montijo.

Que tal ir para o Montijo?

Fica apenas a alguns momentos do Montijo e merece uma visita, mesmo que só queira saborear os panoramas de Lisboa do outro lado da água e a Ponte Vasco da Gama serpenteando à distância.

Quais são as principais características da cidade de Montijo?

Montijo celebra a 29 de junho as Festas Populares de São Pedro, padroeiro das gentes do mar, e é conhecida por terra de touradas, boa comida e fados. Montijo tem a sua história intimamente ligada ao Rio Tejo, pois grande parte da sua área geográfica é delimitada pelo mesmo.

Qual é a primeira coisa que você deve fazer no Montijo?

Esta é a primeira coisa que você deve fazer no Montijo, porque é um passeio glorioso através do Tejo. O tempo de viagem até ao Terreiro do Paço é de aproximadamente 30 minutos através de um catamarã rápido, e existem 22 travessias por dia, seja na hora ou meia hora.

Qual a importância do Montijo para a economia local?

Esta obra marcou definitivamente a povoação e possibilitou a diversificação da economia local, que até então dependia exclusivamente da actividade piscatória. Desde essa época, o Montijo foi um local de passagem obrigatório de todos aqueles que, até ao século XIX, de Lisboa viajavam para o Alentejo ou vice-versa.

Por que visitar o Montijo é tão importante?

Visitar o Montijo é conhecer a sua história, o seu património, a sua identidade, as suas tradições. Conhecer o Montijo é conhecer uma terra secular, com raízes profundas e memórias longínquas. Um concelho que evoluiu de Aldeia Galega do Ribatejo a Vila do Montijo e que este ano comemora 33 anos de Cidade.

Quais os benefícios do Montijo?

“Está na margem com mais de 90% das origens e destinos, tem uma boa acessibilidade ferroviária e o custo para a dotar dessas condições não é superior aquilo que se prevê para o Montijo”, disse Santana Lopes.

Como está o desenvolvimento do Montijo?

Hoje em dia, o Montijo continua a sofrer um forte desenvolvimento residencial e urbano, devido sobretudo à inauguração, em 1998, da ponte Vasco da Gama, ligando o Montijo à outra margem do rio Tejo, a Lisboa.

Qual é a história de Montijo?

Montijo tem a sua história intimamente ligada ao Rio Tejo, pois grande parte da sua área geográfica é delimitada pelo mesmo. A presença humana fez-se sentir naquela região desde muito cedo (pelo menos desde o Paleolítico, segundo vestígios arqueológicos encontrados), devido, muito provavelmente, às excelentes condições naturais.

Qual é a densidade populacional de Montijo?

Montijo é uma antiga freguesia portuguesa do município de Montijo, com 26,34 km² de área e 29 908 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 1 135,5 hab/km². Foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013, sendo o seu território integrado na União de Freguesias de Montijo e Afonsoeiro .

Qual a importância do Montijo para a economia local?

Esta obra marcou definitivamente a povoação e possibilitou a diversificação da economia local, que até então dependia exclusivamente da actividade piscatória. Desde essa época, o Montijo foi um local de passagem obrigatório de todos aqueles que, até ao século XIX, de Lisboa viajavam para o Alentejo ou vice-versa.

Como está o desenvolvimento do Montijo?

Hoje em dia, o Montijo continua a sofrer um forte desenvolvimento residencial e urbano, devido sobretudo à inauguração, em 1998, da ponte Vasco da Gama, ligando o Montijo à outra margem do rio Tejo, a Lisboa.

Postagens relacionadas: