Museu moinho de papel

museu moinho de papel

Onde fica o Moinho do papel?

O Moinho do Papelé um edifício histórico localizado em Leiria, Portugal. Situa-se na margem esquerda do rio Lis, a leste da Igreja de Santo Agostinhoe junto à ponte dos Caniços. O antigo moinhodata da época medieval e foi criado especificamente para a produção de papel.

Quando foi inaugurado o Museu do papel?

Inaugurado em 26 de Outubro de 2001, o Museu do Papel Terras de Santa Maria constitui o primeiro espaço museológico dedicado à História do Papel em Portugal.

Qual é a história do Moinho do papel de Leiria?

O Moinho do Papel de Leiria é um dos primeiros a surgir na Península Ibérica e é um dos ex-libris da história da indústria leiriense. A sua história começa em 1411, numa época em que a indústria da moagem era determinante para o desenvolvimento económico.

Qual a importância da criação de um museu monográfico dedicado à história do papel?

A criação de um museu monográfico dedicado à História do Papel, justifica-se pela importância que, desde 1708, a indústria do papel teve no concelho de Santa Maria da Feira e em vários concelhos vizinhos que integram uma vasta região da antiga Terra de Santa Maria.

Qual a importância da existência de um moinho de papel na cidade de Leiria?

Estudos recentes apontam que o moinho de papel foi construído sobre uma estrutura preexistente, possivelmente do século XIII, primeiramente dedicado à moagem de cereais.[2] No século XVI o moinho passou a ser parte dos bens do Convento de Santo Agostinho de Leiria[2]e serviu para abastecimento de água do convento e do Antigo Quartel Militar.[3]

Qual foi o primeiro lugar de Portugal a fabricar papel?

O Moinho do Papel, como o nome indica, é um moinho, situado entre a Ponte dos Caniços e a antiga ponte Nova, onde antigamente se situavam mais moinhos, lagares e pisões. Aliás, Leiria terá sido o primeiro local de Portugal a fabricar papel e uma das primeiras regiões portuguesas onde a tipografia se implantou.

Qual foi a primeira fábrica de papel do Brasil?

Construído em 1411, foi considerada a primeira fábrica de papel no país, segundo uma lápide do escrivão do rei D. João I encontrada nas proximidades. É a memória da comunidade judaica de Leiria e da sua herança tipográfica, pois era aqui que se produzia o papel necessário à atividade.

Qual a importância da existência de um moinho de papel na cidade de Leiria?

Estudos recentes apontam que o moinho de papel foi construído sobre uma estrutura preexistente, possivelmente do século XIII, primeiramente dedicado à moagem de cereais.[2] No século XVI o moinho passou a ser parte dos bens do Convento de Santo Agostinho de Leiria[2]e serviu para abastecimento de água do convento e do Antigo Quartel Militar.[3]

Qual é a história do Moinho do papel?

A história do Moinho do Papel, hoje um museu, remonta ao início do século XV. No seu interior podemos vivenciar o processo tradicional da produção do papel. Neste moinho foram feitas, no passado, algumas experiências tentando a moagem de cereais e até a extração de azeite de azeitonas.

Que tal visitar o Museu de Leiria?

Com os 5€ de entrada (adulto) do Museu de Leiria podemos aceder também ao Moinho de Papel, que se encontra a poucos minutos de distância do primeiro. O espaço em si parece fantástico, consigo imaginar que uma visita com um guia e na qual se possa aprender a fazer papel seja algo de fascinante.

Qual foi o primeiro lugar de Portugal a fabricar papel?

O Moinho do Papel, como o nome indica, é um moinho, situado entre a Ponte dos Caniços e a antiga ponte Nova, onde antigamente se situavam mais moinhos, lagares e pisões. Aliás, Leiria terá sido o primeiro local de Portugal a fabricar papel e uma das primeiras regiões portuguesas onde a tipografia se implantou.

Postagens relacionadas: