Iapmei compensação salário mínimo 2022

iapmei compensação salário mínimo 2022

Qual o valor do apoio do IAPMEI para o último aumento do salário mínimo?

Entra em funcionamento no dia 26 de maio, no site do IAPMEI, a plataforma que vai permitir às empresas pedirem o pagamento do apoio que as compensa pelo último aumento do salário mínimo. O valor pago será de 84,5 euros por cada trabalhador que, em dezembro de 2020, auferisse a retribuição mínima mensal garantida (RMMG).

Como pedir compensação pelo aumento do salário mínimo em 2022?

A plataforma que permite às empresas pedirem a compensação pelo aumento do salário mínimo nacional em 2022 está disponível a partir desta terça-feira, segundo o IAPMEI. O salário mínimo nacional aumentou este ano para 705 euros, face aos 665 euros em 2021.

Qual é a compensação prevista para os trabalhadores em dezembro de 2021?

Lembramos que a compensação prevista é de € 112 por trabalhador que, na declaração de remunerações relativa ao mês de dezembro de 2021, auferia o valor da remuneração base declarada equivalente à RMMG para 2021, sendo de metade (€ 56) por trabalhador quando a remuneração base declarada se situa entre 665€ e inferior ao salário mínimo de 2022.

Qual o salário mínimo de um trabalhador?

112 euros por trabalhador - caso recebesse um salário base entre 665 e 705 euros (salário mínimo para 2022) em dezembro de 2021, se o valor tiver sido acordado num contrato coletivo celebrado, revisto ou alterado em 2021 56 euros por trabalhador (50% de 112 euros) - caso recebesse um salário base entre 665 e 705 euros em dezembro de 2021.

Qual o objetivo do governo para aumentar o salário mínimo?

O Governo mantém o objetivo de aumentar o Salário Mínimo Nacional (SMN) de forma progressiva, dos 635 euros para 750 euros em 2023, no projeto de proposta de lei das Grandes Opções do Plano (GOP) para 2021. Este ano, recorde-se, o SMN subiu de 600 para 635 euros.

Qual o prazo para compensação pelo aumento do salário mínimo?

Empresas têm até ao final do dia para pedirem a compensação pelo aumento do SMN em 2022. O prazo para as empresas pedirem a compensação pelo aumento em 2022 do salário mínimo nacional (SMN) termina hoje, dia 01 de março de 2022, sendo o apoio pago no prazo máximo de 30 dias.

Por que o salário mínimo vai subir 30 euros no próximo ano?

O Salário Mínimo Nacional (SMN) vai subir 30 euros no próximo ano, para os 665 euros brutos mensais. Para fazer face a esta decisão, o Governo vai criar um apoio para compensar as empresas pelo acréscimo dos encargos na Taxa Social Única (TSU) decorrente da subida da retribuição mínima garantida.

Qual é o salário mínimo em Portugal?

O salário mínimo nacional (SMN) de 665 euros a partir de 2021 foi aprovado ontem, dia 22 de dezembro de 2020, em Conselho de Ministros. Ou seja, um aumento de 30 euros, face ao salário mínimo nacional atual que é de 635 euros.

Quanto é o salário mínimo em 2021?

O valor do salário e diuturnidades a considerar no cálculo da compensação não pode ser superior a 20 vezes o salário mínimo, ou seja, 13 300 euros (665 euros x 20), em 2021.

O que é compensação por cessação do contrato de trabalho?

A compensação por cessação do contrato de trabalho tem como finalidade indemnizar o trabalhador pela antiguidade. Mas nem todos os trabalhadores têm direito a esta recompensa pecuniária (em dinheiro).

Qual o valor mínimo do subsídio de desemprego em 2022?

Em 2022, o Indexante dos Apoios Sociais (IAS) é atualizado de 438,81 euros para 443,20 euros, um aumento de 4,39 euros face a 2021. O valor mínimo do subsídio de desemprego é fixado em 1,15 Indexantes de Apoios Sociais (IAS) a partir de 01 de janeiro de 2022, o que significa que em 2022 será de 509,68 euros mensais.

Quais são as compensações por horas extra trabalhadas em dia de feriado?

No caso das horas extra trabalhadas em dia de feriado, o trabalhador tem direito a ambas as compensações: acréscimo de retribuição e período de descanso. As horas de trabalho suplementar trabalhadas em dia de feriado são pagas com acréscimo de 50% por cada hora ou fração (art. 268.º do Código do Trabalho).

Postagens relacionadas: